Tuesday, July 19, 2011

Coplas de um Tosador




Tá chegando as esquila!!!J
á sinto o cheiro de cêra
E as comparsas da fronteira
Já andam reculutando
A indiada "flor de tesoura"
Que "grude" de toda folha

E o couro fique "alumiando"

Já desaguachei a moura
Afiei bem as tesouras"
Tô" pronto pra o que vier
Ferro com as "folha benzida"
E os braços pra "ganhá" a vida

Nos cabo deste "talher"

Vou me entrumar na comparsa
Que vai lá pra "paz das garças"
Tosar "miles" de capão
Corriedale "sem escolha
"De "metê" de toda a folha

Acolherando as duas mãos

Sendo pra "lotá" a ficheira
Me tapo de lã e cêra
Pouco me importa o calor
Se resolvo "soltá" o braço
Quase mato no cansaço

Quem se mete a agarrador

Refrão:
É dois pulsos no "martelo"
"Tchaque-tchaque" e atiro o vélo
Por cima do atador!
Ferro e folha e não tem nada
Vai embora a guacha pelada

Berrando pra o tosador

Grudo a marca "santaninha"
Solto "lisa e rosadinha"
Porque o braço não se micha
E n'alguma escapada
Boto cortiça queimada

Garanto que não abicha

Se me topo com as "mirina"
Apelo pra cangibrina
"Arrolhadita" atrás da porta
E no couro "murcilhado"
Sigo de ferro embuchado

Nas "ruga" campeando as "volta"

A pobreza é igual capacho
E só "briqueando" por baixo
Que um pobre cristão se safa
Quando largo da tesouraNas patas da minha moura

Prossigo espichando a safra.

Música de César Oliveira

No comments:

Post a Comment